Uma exposição na SP-Arte, no último sábado, 8, marcou o lançamento do livro Bancos Indígenas do Brasil, através da BEĨ Editora. Escrito com a colaboração da designer Claudia Moreira Salles, do artista plástico Sergio Fingermann, a curadora e consultora de design Giovanna Massoni (de Bruxelas), e Cristiana Barreto, arqueóloga da Universidade de São Paulo, o livro é uma obra de referência essencial sobre uma das mais importantes manifestações da cultura tradicional brasileira. Dando sequência ao lançamento, a editora realiza na tarde desta segunda-feira, às 17h, uma conversa dos artistas Kanari Kuikuro e Mayawari Mehinaku – autores de diversas peças presentes no livro – com Baba Vacaro. O evento acontece em parceria com a Dpot Objeto, na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 1250.

A coleção BEĨ de bancos indígenas do Brasil abrange peças de mais de 26 etnias e 32 artistas, do alto e baixo Xingu, sul da Amazônia/Centro-Oeste, norte do Pará, Guianas e noroeste amazônico. São mais de 200 bancos de madeira representando animais da fauna brasileira; outros em formato de bancos convencionais, decorados com grafismos ou entalhes. Em todos os casos, equilibram aspectos simbólicos, utilitários e decorativos, espelhando o universo cultural e a cosmologia das etnias que os fabricam.

Para Mayawari, os bancos indígenas são repletos de arte brasileira, dos principais artefatos do povo Menhinaku e símbolos da arte indígena do Brasil. Opinião reforçada por Kanari. “Desde nossos antepassados, nosso trabalho é uma arte. Meu avô me ensinou, e estou levando adiante até agora todo esse aprendizado”, diz.

Sergio Fingermann ressalta a potência criativa dos trabalhos. “A coleção evidencia um interesse que vai muito além da antropologia. Para os artistas e os amantes da beleza, estas peças revelam uma potência criativa, com um olhar para a natureza, para o que os cerca, com invenção, síntese formal, lirismo”, pontua.

 

 

Livro Bancos Indígenas do Brasil – 1ª Edição

Edição trilíngue | Português, inglês e francês
19 x 24 cm | 352 páginas | 247 imagens
ISBN | 978-85-7850-106-8
Preço de capa | R$ 90,00

Como parte das atividades da Semana do Design, evento que engloba as raízes do setor como moda, gráfico e interiores, alunos do 3º e 4º período do curso de Design de Interiores, da Faculdade de Boa Viagem (FBV), projetaram dois ambientes, uma sala de estar e outra de jantar, para simular a prática diária de um arquiteto em atuação. Sob orientação dos professores Alexana Vilar e Hugo Cavalcanti, 16 alunos tiveram cerca de dois meses para idealizar os espaços, projetá-los virtualmente, entrar em contato com as lojas e montar os ambientes que ficaram expostos durante a Semana.

Marcas como Domodi, Urban Arts, B & M Iluminação e A Carneiro Home & Office apoiaram a ação, que é pioneira na unidade de ensino, e disponibilizam móveis e peças de decoração para os estudantes. “Foi muito importante a parceria com as lojas, pois os alunos conseguiram entender como acontece o relacionamento entre profissional e lojista”, pontua Alexana.

De acordo com ela, o exercício ofereceu uma noção mais ampla do que acontece na realidade da profissão. Ela explica que sair da zona teórica e partir para uma prática mais aprofundada permite que o aluno finalize a faculdade um pouco mais amadurecido e ciente das diversidades que acontecem no dia a dia do profissional. “Nem sempre o que planejamos acontece. Por vezes o cliente não gostou de algo, ou se apaixona por alguma peça ou na hora da montagem o objeto não ficou legal e você precisa adequá-lo as proporções e dimensões do lugar, ou até o móvel que você imaginou para o ambiente não está disponível no mercado. Para estas e outras coisas que surgem é preciso ser flexível e criar possibilidades que solucionem as dificuldades, e para ter sucesso nisso é preciso de prática”, destaca ressaltando que a ideia é que mais atividades com esta aconteçam na faculdade.

Depois do sucesso em edições anteriores, no estilo pop up store, a loja Casa Viva, aporta a partir deste sábado (1), no piso L4, do Plaza Shopping. A terceira edição do projeto traz peças exclusivas sobre decoração e arte, de arquitetos e designers locais e nacionais. Cerca de 500 peças, incluindo, almofadas, taças, fotografias, quadros, móveis, bandejas, vasos, livros e ilustrações, compõem o cenário do CV. Mais de 10 marcas participam desta edição.

 

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

 

 

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

 

 

Reforçando o conceito assumido no início deste ano de uma loja voltada para a atmosfera do campo e praia, os empresários Eduardo Machado, Miguel Henriques e Wair de Paula apresentaram as novidades da Mostra Artefacto – Beach & Country 2014, neste sábado (31), para convidados e imprensa, na Zona Sul do Recife.

O evento apresenta dez espaços, assinados por nomes da arquitetura e decoração pernambucanos, que utilizam cores mais sóbrias e materiais como acrílico, madeira de demolição, laca, espelhos e aço, para reforçar a perspectiva da marca, que conta atualmente com onze lojas no Brasil e unidades nos Estados Unidos.

“A Mostra Artefacto é mutante. A ideia aqui é provar que é possível montar ambientes interessantes com produtos de liquidação”, cravou Eduardo Machado, um dos sócios da grife. Não à toa, o evento não tem data para acabar. Segundo os organizadores, a perspectiva é que o cliente possa adquirir qualquer produto do portfólio exposto.

Em tempo, quem marcou presença na ocasião foi a jornalista e apresentadora Astrid Fontenelle, grande conhecida de Wair, que se disse entusiasmada por voltar ao Recife. Quem deve aportar durante esta semana no evento é a arquiteta Brunete Fraccaroli, conhecida também pelo reality show Mulheres Ricas. A Mostra será aberta ao público em geral a partir desta segunda-feira (2).

Confira quem passou pela Mostra na nossa cobertura social no Facebook.

Artefacto Beach & Country
Rua Atlântico, 139, Boa Viagem
Fone: (81) 3465.8182

Abençoada pelo Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, a capela de Nossa Senhora das Graças, construída pelo industrial Ricardo Brennand e sua mulher Graça Brennand e localizada em terras da antiga Usina São João da Várzea, possui estilo gótico com projeto de Augusto Reinaldo Alves Filho.

O novo templo dispõe de 600 metros quadrados e 21 metros de altura, podendo receber até 300 pessoas sentadas. Com design técnico de Edgar Ulysses de Farias Filho, o lugar tem talhas e carpintaria do Mestre Nido (Eronildes José Carlos Honorato). No altar principal, está suspensa uma imagem em tamanho natural de Jesus Cristo, assinada por Elias Sultanum.

A nova construção conta ainda com rosáceas de Sérgio Mantur, elementos fundamentais usados em catedrais durante o período gótico, que transmitem, através da luz e da cor, o contacto com a espiritualidade. Catorze anjos são de autoria de Ricardo Cavani Rosas. Os vitrais são de Suely Cisneiros Muniz e iluminação de Regina Coeli de Barros e Mohana Barros. Agenda do espaço para celebração de casamentos já começa a ser montada.

Instituto Ricardo Brennand
www.institutoricardobrennand.org.br

Os arquitetos Diogo Viana e Juana Barreto, junto aos designers Cynthia Montarroyos (SP) e João Faissal (PB), dão início às atividades ao Noossa Designers nesta quarta-feira (28), na Galeria Joana D’arc, no bairro do Pina.

O estúdio foca no design de mobiliário e estampas personalizados, que podem ser impressas em papéis de parede, azulejos, além de móveis. Os produtos são desenvolvidos para o público em geral, bem como para arquitetos e empresas do segmento, que podem encomendar itens personalizados. “A ideia é que o cliente possa comprar os produtos expostos na casa ou encomendar o que ele tem interesse”, reforça Diogo, que também assina a ambientação do espaço.

Noossa Designers
Galeria Joana D’arc – Avenida Herculano Bandeira, 513, Loja 6B, Pina, Recife-PE (ao lado da Nuvem Produções)
Fone: (81) 9852.4184

A Casapronta acaba de receber a nova coleção da Decameron com a assinatura do designer Marcus Ferreira. São sofás, poltronas e bancos em cores sóbrias, revestidos em linho e camurça, utilizando como base materiais resistentes como jequitibá, cedro, ferro e aço e almofadas de encosto em pluma natural.

Marcus Ferreira – O olhar do designer para mobiliário é semelhante ao utilizado na alta-costura. A pesquisa de tendências sempre busca referências que dialoguem com seu universo conceitual. São valorizados o corte, a escolha dos materiais, estilo, conforto e a integração da peça com o meio. Para ele, o design deve ser a união do artesanal com o industrializado, permeado de informações e detalhes cuidadosamente trabalhados.

Casapronta
Shopping da Decoração – Av. Domingos Ferreira, 1274, lj 1/6. Boa Viagem, Recife-PE
Fone: (81) 3465.0010

Espelhos são um dos poucos acessórios unânimes da arquitetura. Combinam com diversos estilos de ambientes e caem bem em cômodos de tamanhos variados. Além de serem peças que simbolizam a vaidade, quando incorporados a paredes e móveis, são ótimos aliados na amplitude dos espaços. Nessa perspectiva, as arquitetas da arqMULTI, Danielle Paes Barreto, Soraya Carneiro Leão e Bruna Lobo, reuniram dicas de como utilizar o objeto na decoração, proporcionando maior funcionalidade e sofisticação ao ambiente.

Uma dica das arquitetas é com relação à localização das peças. O recomendado é que elas fiquem nas áreas de circulação da casa, em paredes, bancadas, portas ou até mesmo nos móveis em si. “Desde que inserido e adequado à decoração proposta, não há muitas restrições para usar essas peças”, conta Bruna.

Para locais menores, como banheiros, salas de estar ou hall, a pedida é colocar o espelho em uma das paredes. Lugares estratégicos para a aplicação do espelho são hall de entrada, sala de jantar, closets e porta de armários em quartos e banheiros. Em relação à variedade de cores e acabamentos, o ideal é escolher o que combina com o restante da decoração.

ArqMULTI
www.arqmulti.com.br

 

O mobiliário Evviva Bertolini aliado à criatividade de 11 arquitetos da Casa Cor Alagoas rendeu premiação por parte da Mostra de decoração, realizada na capital nordestina. A parceria com Cris Nunes, no ambiente Sala de Almoço com terraço, foi reconhecida com o primeiro lugar em Pontualidade na entrega do espaço. Bia Vasco e seu Restaurante ficaram com o segundo lugar na mesma categoria. Já as arquitetas Patrícia Melro, Márcia Melro e Lydiane Rocha garantiram o segundo lugar no quesito Originalidade, com o ambiente Loft de Praia.

O grande destaque da noite foram as profissionais Maria Palmeira e Marta Nogueira, que arremataram dois prêmios, nas categorias Ambiente Mais Tecnológico e Ambiente Destaque – Escolha do Público, com o Home Theater Cacá Diegues, que homenageia o cineasta alagoano.

Evviva Bertolini
www.evviva.com.br

O artista plástico pernambucano, natural de Gravatá, Marcelo Silveira realiza, no dia 23 de maio, uma mostra itinerante na sua Cidade Natal.  Localizado na Escada da Felicidade, o trabalho é composto por hastes de madeira de reciclagem, encaixadas em quatro placas de PVC, que servem de moldura para 12 cartazes com relatos dos moradores, e 12 fotografias da Escada da Felicidade.

Produzido em parceria com a pesquisadora Cristina Huggins, o projeto, intitulado “Você se lembra da Escada da Felicidade?” busca retratar o vínculo afetivo da população com o patrimônio arquitetônico, representa o Nordeste entre os vencedores do Concurso Prêmio Honra ao Mérito Arte e Patrimônio 2013, do Iphan. . Em tempo, o material está em exposição no Rio de Janeiro, no Centro Cultural Paço Imperial, desde o dia 14 até 20 de julho.

Marcelo Silveira – Graduado pela Universidade Federal de Pernambuco-UFPE, Marcelo realizou residência artística em Gästeatelier, em Bassel, na Suíça, e vem atuando desde 1987 em exposições individuais e coletivas, como a Bienal de São Paulo. Suas obras integram importantes coleções particulares e públicas, nacionais e internacionais. Premiado em diversas oportunidades, o artista é considerado pela crítica especializada um nome de referência na sua geração.

Mostra coletiva da 3ª edição do Prêmio Honra ao Mérito Arte e Patrimônio
Data: 14/05/14 a 20/07/14
Local: Centro Cultural Paço Imperial / IPHAN / MinC – Praça XV de Novembro, 48 – Centro – Rio de Janeiro – RJ

Mostra itinerante em Gravatá
Data: 23/05/14
Locais: não revelados. Quem quiser acompanhar a mostra, terá de procurá-la na cidade. A última parada será na Buchadinha do Biu, no Alto do Cruzeiro