Decoração de Carnaval leva o cartum às ruas do Recife

Alegria, irreverência, sátira, humor, liberdade, simplicidade e todos os ritmos do mundo misturados e comandados pelo frevo. Este é o  Carnaval do Recife, que em 2018 abre alas através dos traços de nove cartunistas, sob a batuta do Salão Internacional do Humor Gráfico de Pernambuco (SIHG-PE). A ideia dos cartuns para a Decoração de Carnaval da Cidade, sob pano de fundo da folia partiu da equipe comandada pelo arquiteto Carlos Augusto Lira. Ele é responsável pela cenografia da cidade no reinado de Momo há 17 anos. As peças espalhadas nos polos do Centro são assinadas por Samuca, João Lin, Greg, Ronaldo, Laílson, Ana Blue, Clériston, Mascaro e Flavão.

Jota Michiles e Nena Queiroga por Samuca para a Decoração de Carnaval do Recife
Jota Michiles e Nena Queiroga nos traços de Samuca para a Decoração de Carnaval do Recife

Desde o ano passado, a coordenação do evento vem apostando em outros tipos de linguagens visuais para  a decoração de Carnaval. Em 2017, grafiteiros foram responsáveis por imprimir a identidade visual da festa. “O resultado com o grafite foi tão bom. Em termos visuais e também através da resposta do público. Então decidimos continuar buscando essa identificação popular. E o cartum traz justamente o que estávamos buscando. Estamos muito felizes com a escolha e com o trabalho apresentado por cada artista. Está lindo”, diz Carlos Augusto.

Clériston Andrade, curador do SIHG-PE, revela que a iniciativa foi muito bem vinda entre os humoristas gráficos. “Quando apresentamos a ideia aos outros colegas, de cara eles curtiram a proposta”, diz Clériston. “Cada cartunista também é um folião e leva essa experiência para as ruas da cidade através dos seus traços”, ressalta.

Polos e palcos da Decoração de Carnaval 2018

Os homenageados deste ano, a cantora Nena Queiroga e o compositor de frevos Jota Michiles, são os astros principais das peças cenográficas. Como brincantes, são os anfitriões da festa, abrindo alas para o humor e a descontração na Decoração de Carnaval.

As quatro pontes que dão acesso ao Bairro do Recife e os principais polos recebem temas específicos retratados pelos cartunistas. A Ponte Buarque de Macedo e o Boulevard Rio Branco (Avenida Rio Branco) caem no Frevo, a estrela da festa, que este ano comemora 111 anos. Para isso, contam com os traços de Samuca. O mais recifense dos ritmos também estará estampado no palco mais visitado “em linha reta do mundo”, o Marco Zero. E essa missão fica por conta de João Lin.

Cartun de João Lin
Palco Marco Zero terá cartuns de João Lin na Decoração de Carnaval do Recife

Na Ponte do Limoeiro, a decoração de carnaval é de muita tradição. Os Caboclinhos ficam sob os cuidados de Lailson e recebem os foliões no Bairro do Recife.

cartoons de Laílson, caboclinhos
Os caboclinhos de Laílson irão decorar a Ponte do Limoeiro

O Afoxé fica representado na decoração de carnaval em dois pontos diferentes: na Ponte Giratória e no Pátio de São Pedro (bairro de Santo Antônio) – tradicional polo que recebe a programação de manifestações culturais de matriz africana. Tudo com os traços do Ronaldo.

card ronaldo cartum
Ronaldo desenha o Afoxé na Ponte Giratória para a Decoração de Carnaval do Recife

As peças que compõem a decoração de carnaval do Pátio traduzem o olhar de Flavão. Já o Paço Alfândega, no Bairro do Recife, ganha o tema ‘Fantasia’ pelas mãos do cartunista Clériston.

Arte Flavão
A decoração de carnaval traz a arte de Flavão no Pátio de São Pedro

Os tradicionais Blocos Líricos serão lembrados no cartum de Ana Blue, única mulher do grupo, na bucólica Praça do Arsenal.

Ana Blue ilustração
Ana Blue abre caminho para decoração de carnaval na Rua do Bom Jesus

O Maracatu e todos os seus elementos, uma das manifestações culturais mais expressivas do Carnaval, traz o traço de Greg, na Avenida Marquês de Olinda, no Polo do Marco Zero.

Greg ilustração
Greg deixa a decoração de carnaval mais colorida na Marquês de Olinda

E, por fim, a Rua da Moeda, também no Bairro do Recife, será toda dedicada ao samba e Mascaro é o cartunista que dá o tom.

Mascaro ilustração
O Samba da decoração de carnaval do Recife vem com os traços de Mascaro

Os Cartunistas da Decoração de Carnaval do Recife

 

  • Samuca cartunista
    Samuca | Foto: Bruno Campos – PCR/Divulgação

    Samuca Andrade é cartunista, quadrinista, caricaturista, chargista e artista gráfico. Publicou seu primeiro livro “A vida por uma linha” em 1999. Dez anos depois, lançou seu segundo livro de cartum, “Sem Palavras”. Ambos premiados no troféu HQ MIX de melhor livro de cartum do ano. Recebeu vários prêmios de charge e cartum. Destaque para os Prêmios Cristina Tavares de Jornalismo (2006, 2007 e 2013), Prêmio Jornalista Vladimir Herzog (2010, 2011 e 2016) e World Press Cartoon – Sintra Portugal. Atualmente é o organizador do Salão Internacional de Humor Gráfico de Pernambuco (SIHG-PE). Trabalha como chargista e ilustrador no Diario de Pernambuco.

 

  • João Lin cartunista
    João Lin | Foto: Bruno Campos – PCR/Divulgação

    João Lin é artista visual com atuação na produção de quadrinhos, ilustração, gravura e intervenção urbana. Também aventura-se no universo da música experimental do projeto Inconsistência, Acaso e Erro. Como artista gráfico recebeu vários prêmios em salões nacionais e internacionais de humor e quadrinhos. Edita a revista de quadrinhos independentes: Ragú. Foi Coordenador, Assistente da Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia Recife. Foi curador do FIHQ_PE (Festival Internacional de Humor de Pernambuco) nas edições de 2006 e 2007.

 

  • Ana Blue artista plástica
    Ana Blue | Foto: Bruno Campos – PCR/Divulgação

    Ana Blue é pintora, ilustradora e cartunista. Nascida em Caruaru, iniciou sua vida artística na adolescência enviando tiras de humor para o suplemento infantil do Diário de Pernambuco. Produziu tiras e HQ’s de humor para editoras de quadrinhos de Recife e Curitiba (onde foi incluída no livro “O Melhor do Humor Brasileiro). Participa frequentemente de exposições artísticas com telas e ilustrações. Em 2016, participou do livro “Ascenso – a poesia de Ascenso Ferreira transcriada para os quadrinhos”, como uma das ilustradoras.

 

  • Mascaro ilustrador
    Mascaro  | Foto: Divulgação

    Christiano Mascaro nasceu em Recife, Pernambuco. Ilustrador, quadrinista e designer. Mascaro é premiado nacional e internacionalmente. Participou da publicação espanhola ConSecuencias, das edições comemorativas dos 50 anos de Mauricio de Souza e da personagem Mônica, além de zines e publicações independentes. Como ilustrador freelancer publicou em Playboy, Exame, VIP, SuperInteressante, Caros Amigos, entre outras. Edita a revista independente de quadrinhos Ragu e é editor de arte da Folha de Pernambuco.

 

  • Clériston chargista
    Clériston |Foto: Bruno Campos – PCR/Divulgação

    Clériston Andrade é chargista por destinação, músico por intuição, jornalista por formação e doutor em Linguística por curiosidade. É teórico da Enunciação Discursiva e Designer de Humor Gráfico e de Editoração Jornalística. Foi premiado em dois Salões de Humor na categoria Charge; e, como compositor, em um Festival de música da Unicap. Publica Charges e Quadrinhos políticos e educativos na imprensa pernambucana desde 1976 e colaborou em revistas nacionais. Publicou livros e coletâneas de charges. Foi professor da UFPE e da UNIFAVIP.

 

  • Laílson de Holanda chargista
    Laílson de Holanda | Foto: Bruno Campos – PCR/Divulgação

    Laílson de Holanda Cavalcanti recebeu o Award for Best Original Artwork aos 17 anos por suas charges no jornal escolar The Pine Cone (Arkansas, EUA). Foi premiado diversas vezes no Brasil e no mundo. Cartunista, jornalista, músico, publicitário e ator. É também pesquisador sobre o Humor Gráfico brasileiro com livros publicados por universidades do Brasil e da Espanha. Publicou uma charge política diária no jornal Diario de Pernambuco por 27 anos e cartuns em diversos jornais. Criador do Festival Internacional de Humor e Quadrinhos de Pernambuco. Fez adaptações literárias para quadrinhos. Criador da “Turma do Fom-Fom” para educação de trânsito.

 

  • Ronaldo ilustrador e cartunista
    Ronaldo | Foto: Bruno Campos – PCR/Divulgação

    Ronaldo é formado em Arquitetura pela UFPE. Teve diversas participações em exposições coletivas, na área de desenho de humor. Sua escultura “A Lavadeira” deu origem a “Festa da Lavadeira” que se realiza anualmente na Praia do Paiva – Cabo de Santo Agostinho, PE. Foi premiado com o “HQ MIX de Melhor Livro de Charges” no ano 2000  com o livro ” Humor do Final do Século”. Premiado nos anos 2001, 2002 e 2014 com o “Cristina Tavares” de criação gráfica e desenho para a imprensa. Atua no Jornal do Commercio desde 1992 como ilustrador/cartunista. Realizou um “Site Specific”, desenho personalizado de copo e esculturas aéreas para eventos no Nordeste dentro do projeto “The Red Experience” para a CAMPARI.

 

  • Flavão quadrinista
    Flavão | Foto: Divulgação

    Flavão desenha e faz quadrinho desde sempre. Nascido no Recife, trabalhou no jornal Folha de Pernambuco e hoje atua no Diario de Pernambuco. Participou de quase todas as edições da revista RAGU. Fez parte do projeto “A poesia de Ascenso Ferreira transcriada para os quadrinhos”. Foi colaborador do livro “To Miró”, uma adaptação de suas poesias para quadrinhos feitos por artistas gráficos.

 
 
 

  • Greg é designer e ilustrador
    Greg | Foto: divulgação

    Greg é designer e ilustrador. Morou em Manaus (AM), onde cursou alguns anos do curso de Educação Artística, na Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Em 2003 voltou ao Recife e integrou-se ao coletivo Laboratório, onde editou e lançou a revista Fusão. Mais tarde fundou a Livrinho de Papel Finíssimo Editora. Atualmente é ilustrador do Jornal Diario de Pernambuco e membro do coletivo Gráfica Lenta.

 
 
 
 
Não poderíamos deixar de citar também outra personagem importante no carnaval do Recife, a artista gráfica Joana Lira, que durante dez anos criou e desenvolveu o projeto de cenografia da festa de Momo Recifense, fazendo uso das suas ilustrações cheias de colorido e que passeiam pelo Movimento Armorial e pelo Cordel. Neste mês de janeiro, o Instituto Tomie Ohtake abriu as portas para o carnaval pernambucano de Joana.

 Confira o projeto cenográfico