Tecnologia no projeto da Sorveteria N2 assinado por Dió Diniz

Gelatos a base de nitrogênio é a produção da Sorveteria N2. É também a inspiração do projeto assinado pela arquiteta Dió Diniz. “É um ambiente lúdico. Criei uma atmosfera para inserir o público dentro desta experiência. Mais do que o sorvete, todo o processo é uma experiência”, explica Dió. Por lá não existe um estoque de sorvete, tudo é feito na hora, da forma como o cliente idealizou.

Sorveteria N2-Foto Morgana Santiago
A arquiteta Dió Diniz imprimiu na Sorveteria N2 vários elementos industriais (Foto: Morgana Santiago)

 

A iluminação da  Sorveteria N2 é um caso a parte

O estilo industrial predomina. Muitos canos aparentes e iluminação fabril. A luminária desenhada por Dió e executada pela Blight faz uma brincadeira com os canos, relógios de pressão e torneiras de registros. Pontos de luz destacam às batedeiras, que é o lugar onde todo o processo de preparação do gelato acontece.

Sorveteria N2-Foto Morgana Santiago
A luminária desenhada por Dió Diniz chama a atenção pelo design industrial (Foto: Morgana Santiago)

As gaiolas em volta da lâmpada são propositais. “Era um artifício muito utilizado nas indústrias como blindagem das lâmpadas. O gradio tem a função de proteger a lâmpada. A iluminação foi toda feita com led e não é branca, e sim neutra para não azular os alimentos. Precisávamos de uma iluminação pontual, que ajudasse nesse efeito da fumaça do nitrogênio. A luz é muito mais dramática porque pontua os ambientes que precisam ser destacados. Assim como toda a tubulação de cano que vai circundado a loja”, conta Dió.

Sorveteria N2-Foto Morgana Santiago
Pontos de luz dão destaque às batedeiras, que é o lugar onde o gelato acontece (Foto: Morgana Santiago)

Tecnologia na N2

O espaço da sorveteria N2 conta com um tubo de aço inox por onde passa o nitrogênio. Ele foi calculado e pensado para dar a pressão adequada ao gás. As torneiras de controle, que é por onde sai o gás diretamente para cada batedeira, podem ser administradas com independência. No balcão frontal com o videowall, um grande painel de tv apresenta o conceito do gelato. “Detalhamos um outro balcão funcional com uma parte de vidro para o cliente visualizar toda a produção. Essa divisória permite que a fumaça produzida na batedeira chegue até o consumidor. Ele pode sentir o frescor da fumaça e a emoção de ver o seu sorvete ser preparado. O design reforçar toda essa experiência”, destaca Dió.

Sorveteria N2-Foto Morgana Santiago
As torneiras de controle são administradas com independência (Foto: Morgana Santiago).

O piso de porcelanato branco acetinado é de fácil manutenção e não escorrega. Na parede, o azulejo popular branco é o mesmo usado nos laboratórios. A cor é a boa e clássica combinação do branco e preto. As diferentes tonalidades vem dos sorvetes, das batedeiras e da tabela periódica. A tabela  é destacada pela parede escura. Nela, cada letra significa os tamanhos e sabores dos gelatos. Um grande painel do artista Batatus mistura arte e química. No mezanino a proposta é de aconchego, além de ser um lugar para grupos maiores.

 

 

Dió Diniz

(81) 3097-6903

N2 Sorveteria

Shopping RioMar – Av. República do Líbano, 251 – Pina, Recife – PE.