Mônica Ayub escreve livro sobre a moda e o tempo

A moda é o espelho da sociedade em que vivemos. De acordo com a jornalista Mônica Ayub, ela se molda à situação social, política e, principalmente, econômica para lançar coleções. E esse elo não acontece de hoje. Em um mergulho na história da moda, Mônica traça uma linha cronológica, da era vitoriana até a época atual, citando fatos e apresentado os motivos das mudanças que o setor sofreu. O livro Estilo & Atitude, Reflexos da moda: século XIX ao século XXI é o resultado de um ano e meio de pesquisas.

Livro Estilo & Atitude de Mônica Ayub
Mônica Ayub traz um retrato da Moda através da história e costumes das épocas no seu livro Estilo & Atitude

“Moda é reflexo do tempo. Não é algo determinado por alguém, como muitos pensam. E não é supérfluo, pois vai mais que a ação de vestir. Ela tem ligação forte com a história do momento, ela fala sobre o pensamento que rege o meio, sobre o que as pessoas defendem e buscam ser”, explica. A jornalista sempre conviveu com a moda desde o início da década de 80, quando vivia em Paris e estudou museologia e restauração de arte na École du Lovre.

Estilista Clodovil e modelos com suas criações
Ná década de 70, em São Paulo, o estilista Clodovil Hernandes (c) posa com modelos que usam suas criações | Foto: Acervo UH Folhapress

Na obra, é possível ver as principais referências dos costumes de cada década e em que contexto se insere. “No livro conto, por exemplo, que nos anos 70 houve uma grande influência hippie e, junto a isso, a ideia de mudar o mundo. A época estava economicamente ruim, por conta da crise do petróleo, e isso refletiu na moda com o uso do jeans, já que era mais barato”, pontua.

Livro Estilo & Atitude de Mônica Ayub página Twiggy
Nos anos 60, Twiggy foi uma das grandes referências apontadas por Mônica Ayub

Hoje, Mônica Ayub destaca que o uso de peças mais confortáveis que elevam a auto estima, mas do que atingir padrões, está ligada ao desejo de liberdade de vestir o que quiser usar. “Há também a toda a defesa da sustentabilidade e consciência econômica e a oferta de tecidos orgânicas. Nos últimos dias (a modelo) Gisele Bundchen usou um vestido sustentável da estilista Stella McCartney. Isso é reflexo de uma ideologia e a moda está aí para representar esse pensamento”, afirma.

Páginas do livro Estilo & Atitude de Mônica Ayub
Vintage e Retrô! Um manual de como ler a moda do cotidiano é cercado de fotos e referências

A edição já está à venda na versão impressa nos sites da Livraria Cultura, Amazon e na Saraiva, além de estar disponível em formato digital nas plataformas de vendas do Google Livros, iBooks, Kobo, Amazon, Cultura e Saraiva.

 

Referências de Mônica Ayub

Se você é daqueles que ama moda e se interessou pelo assunto do livro de Mônica Ayub, a Revista SIM! separou uma lista de cinco livros e cinco sites que, para a jornalista, são referências no tema. Confira!

Leia os livros

  1. História e Sociologia da Moda – Evolução e Fenômenos Culturais – Série Eixos, de Renato Nogueirol Lobo, Erika Thalita Navas Pires Limeira e Rosiane do Nascimento Marques
  2. Chanel, de François Baudot
  3. O arco-íris vai e vem, de Anderson Cooper e Gloria Vanderbilt
  4. Yves Saint Laurent, por Florence Muller e Farid Chenoune
  5. A Parisiense – O Guia de Estilo de Inès de la Fressange, de Sophie Gachet
Livro Chanel de François Baudot
Páginas do livro Chanel de François Baudot

Acesse os sites

 

Veja também na SIM!

 

Lançamento Estilo & Atitude – Reflexos da moda: século XIX ao século XXI

  • Quarta-feira, 04 de outubro de 2017
  • Livraria Cultura – Shopping RioMar Recife
  • Das 19h às 21h30
  • Aberto ao público