Conforto e sofisticação

Colocando em primeiro plano os desejos pessoais da cliente, bem como a melhor utilização do espaço para uso, circulação e permanência dos usuários, a arquiteta Michelle Becker Gil Rodrigues desenvolveu um espaço confortável e sofisticado, em uma nova clínica dermatológica de 37m², na Zona Sul do Recife. Por lá, a profissional optou pela inserção de espaços privativos, que propiciaram maior privacidade aos pacientes durante a realização de suas consultas e procedimentos.

E é logo na entrada do consultório que se nota a presença da boa arquitetura no local, devido a preocupação com as formas e ocupação do espaço. Uma parede de destaque foi revestida em tons de madeira e espelho, que de acordo com a proposta da arquiteta, serve para gerar a sensação de um fundo infinito na parte superior. Cadeiras em madeira e outras revestidas em estofado na cor vermelha dividem o lugar com um balcão branco em super nano. Mobiliário esse que possui iluminação embutida, através de fita de led. O piso idealizado para o consultório foi construído em porcelanato cimentício.

“A médica é uma apreciadora de artes em todas as esferas, e imprimiu em todos os momentos suas características no projeto e durante sua execução. Conseguimos colocar no papel suas ideias de mobiliário e espaços confortáveis, amplos em circulação, dois banheiros, um para a médica e o outro para os pacientes, e área de atendimento confortável e reservada”, conta a arquiteta Michelle Becker Gil Rodrigues.

No banheiro dos pacientes espaço para a cerâmica artesanal aliada com os espelhos na parede. O balcão em nanoglass branco é um elemento que faz com que todos os outros produtos presentes se valorizem, criando um clima de harmonia. Na sala de atendimento, mais uma mesa em nanoglass. Mas o grande destaque desse ambiente é a luminária sobre a mesa. Por lá os diferentes pontos de iluminação periféricos atuam como destaque para a ambientação e iluminam de forma pontual a sala. Uma grande porta de correr com acabamento em vidro pintado separa esse ambiente da sala de procedimentos.Um grande espelho reveste a maior parede da sala. “ As portas foram desenhadas por nossa equipe também na cor branca, com detalhes em réguas de alumínio, e possuem bandeiras fixas que seguem até o teto, no mesmo material. Com isso criamos elementos verticais, que passam a sensação de um pé direito mais amplo”, conta Michelle.

Os tons utilizados em todo o projeto são em sua grande maioria claros, o que possibilitou a arquiteta mesclar com a cor vermelha e a madeira usada em parte do revestimento do lugar. Tons esses que despertam uma sensação de conforto e modernidade.

Para Michele a definição dos espaços, materiais, cores e texturas foram feitas levando  em consideração alguns aspectos, como o tipo de público. “ Pensamos no conforto dos usuários nas áreas de permanência e usos temporário. E ao fim da obra, conseguimos um resultado extremamente positivo”, finaliza.