Sherwin-Williams divulga o Colormix 2017

Foi a partir das inquietações humanas e acontecimentos mundias que vêm surgindo nos últimos anos que a Sherwin-Williams, marca de tintas com mais de 150 anos de mercado, apresentou o Colormix 2017, um composto de 40 cores divididos em quatro coleções e a tonalidade que dará o tom no próximo ano.

Luz da Noite, Simplicidade Essencial, Sem Fronteiras e Novos Rumos refletem a necessidade de renovação espiritual, a busca pela tranquilidade e a possibilidade de encontrar novas experiências. Em palestra na manhã da última quarta-feia (26/10), a responsável pelo Color & Design Marketing da Sherwin-Williams na América Latina, Carol Derov, explica que as reflexões das paletas giram em torno do processo de redescobertas e recarga de energia positiva que tem se tornado desejo entre a maioria das pessoas. “Diferente do que foi proposto para 2016, onde o foco eram os sentimentos do romantismo e diversão, a cartela 2017 é sinônimo de nova espiritualidade e inspiração. A corrida das pessoas em busca de meios para conseguir momentos de tranquilidade e bem estar”, afirma.

Com estilo dramático e apostando nas influências barrocas, Luz da Noite remete ao desejo de refúgio e introspecção trazendo cores escuras com tons em vinho, azuis nórdicos e frios, neutros clássicos, atemporais e amarelo. Já a coleção Simplicidade Essencial aposta na sustentabilidade. “É a vontade de se reconectar com natureza para fortalecer a qualidade de vida”, pontua Carol. As tonalidades suaves e florais mesclam entre o coral, rosa, neutros gelados e marrons quentes. Nas formas, destaque para a geometria no design e nas estampas.

Novo Rumos entrelaça o virtual com o real. Sofre influência dos movimentos de empoderamento, como o feminismo, e a diversidade cultural. A ideia aqui é trazer tons fortes e quentes, que relembram as cores gritantes usadas nos anos 70, como o laranja, amarelo, roxo, além de apostar em materiais sintéticos, madeira pintada e estampas monocromáticas.

Diante da onda de migração, o Sem Fronteiras aborda a necessidade de conexão com as comunidades no sentido de que ‘todos somos cidadãos do mundo’. De paleta apimentada, com vermelho intenso, azuis de personalidade e amarelo, traz a tona a importância do ‘Faça Você Mesmo’ com o artesanato e o trabalho manual em ressalta. “Não estamos projetando apenas por estética, mas para solucionar um problema do mundo. É o design centrado no humano apostando no rústico industrializado”, afirma Carol. Cerâmica e rendas estão entre os principais materiais.

Cor 2017

A mistura entre o cinza e o marrom definiu a cor do ano da Sherwin-Williams. A cor Poised Taupe representa o equilíbrio entre o quente e o frio. “Já estávamos cansados dos tons em branco e azuis. Estava no momento de trazer uma tonalidade diferenciada, um neutro que pode ser utilizado como pano de fundo e de fácil combinação. É uma cor que transcende os continentes sendo possível ser usado tanto em áreas comerciais quanto residenciais”, pontua Carol.

Tanto as coleções quanto a tonalidade no ano são escolhidas através de pesquisas e estudos sobre o comportamento humano e os acontecimentos e tendências mundiais. Um grupo de especialistas da marca se reúne no mês de fevereiro para discutir e decidir as cores que influenciam esse movimento e inquietude, e que irão fazer parte do cotidiano das pessoas.