Casapronta comemora 30 anos

Foto: Lucas Oliveira
Foto: Lucas Oliveira

Há 30 anos o bairro de Boa Viagem se tornava endereço de uma galeria voltada exclusivamente para o setor da decoração. Consolidado hoje como ponto de encontro e serviço para profissionais e interessados na área, o Shopping da Decoração abriga desde sua inauguração uma das lojas recifenses que mais oferece tendências e produtos nacionais do ramo. Em três décadas de funcionamento, a Casapronta se destaca e se torna referência quando o assunto é design e decoração.

O ano era 1986 e a empresária Dóris de Souza deu o pontapé que segmentaria o empreendimento da família. De frente a organização da lista de futuros logistas, ela percebeu que havia uma grande procura por espaços que oferecessem serviços de decoração e arquitetura e então decidiu estabelecer o perfil do negócio da família. Decidiu ainda ousar: inaugurou sua própria loja de mobiliário apostando na qualidade e no design dos itens. Hoje, com 900 metros quadrados, a Casapronta se sobressai pela aposta em produtos atemporais criados por designers e fábricas nacionais.

“Apesar de não ter experiência e não ser no setor, apostei na ideia e comecei a desenvolver um gosto pela decoração. Meu ex-marido tinha uma marcenaria e convidamos a arquiteta Maria do Loreto Wanderley para desenvolver móveis com o intuito de criar um padrão no mobiliário que iríamos vender”, conta Dóris. Junto aos armários assinados por Loreto, a primeira cartela de itens da loja foi completada por móveis de madeira natural, camas da Coleção Armazém e as cadeiras de Carlos Motta.

Após a abertura da unidade, os próximos passos da empresária foram dados sob indicação de profissionais da área, mas, principalmente, de forma intuitiva. Aliás, para Dóris a intuição foi e é um dos recursos mais bem sucedidos quando o assunto é escolha de produtos para comercialização na loja. “Em determinados segmentos, é necessário fazer uma pesquisa de mercado para traçar um norte aos negócios. Mas, no setor da decoração, onde existe muita arte envolvida, é preciso ter sensibilidade e um olhar apurado. É importante ter um gosto refinado e um feeling. Às vezes existem produtos que o mercado não aceita, mas se você sentir que ele tem valor e apostar, é bem provável que ele surpreenda os clientes e se torne inovador, como aconteceu no começo da trajetória da loja com as vendas da cama Patente que, mesmo sendo algo nada habitual, foi um sucesso e garantiu crescimento logo no primeiro ano de Casapronta”, afirma.

No entanto, a empresária destaca que a cautela foi um dos principais fatores que manteve a marca forte em tempos onde muitas lojas do segmento fecharam as portas. Ela pontua que o segredo está em caminhar devagar e optar por passos mais seguros. “Às vezes as pessoas entram em estado de euforia, se deslumbram e acabam se atrapalhando ao longo do processo. Conseguimos pôr os pés no chão, traçar metas, ter foco e apostar com segurança, tudo para manter a qualidade no mobiliário e a credibilidade, atributo que hoje é um dos nossos patrimônios ”, explica.

O showroom da loja dispõe de marcas, com exclusividade em Pernambuco, como MBrasil/Louis Kazan, Adresse, Clássica Design, Decameron Design, Sérgio Rodrigues, Ecovi, Sérgio Fahrer, Jaqueline Terpins, Larco, Shuster, Tapetes Avanti e Estúdio Bola. “São marcas que tem valor por não perder o design. Elas têm estilo atemporal e atual”, pontua.

Em relação aos projetos para o futuro, Dóris destaca: “Meus planos são de aprimoramento e refinamento. Treinar e qualificar cada vez mais a equipe. A ideia não é crescer em tamanho, mas sempre em qualidade”, destaca.

Celebração

Em comemoração às três décadas de funcionamento, a Casapronta promove no próximo dia 27, a partir das 19h, a festa “Trinta anos entrelaçados”. O evento terá cenografia assinada pela arquiteta, cenógrafa e light designer Séphora Silva, que também vai ambientar a vitrine da loja. O conceito inicial do espaço será a projeção do futuro, tendo como ponto de partida as linhas de construção da cadeira Magis.

A Casapronta vai aproveitar o momento para relembrar todas as 135 vitrines já decoradas na loja promovendo uma mostra fotográfica com as diferentes roupagens do espaço durante os 30 anos. A festa também marcará o lançamento da exposição de peças de José Zanine Caldas – falecido em 2001. Considerado um dos mestres do design brasileiro, e reconhecido internacionalmente, foi precursor do uso responsável da madeira na arquitetura e engenharia nacional.