Jardins com pinheiros para o Natal

No final do ano, sempre próximo ao natal, o paisagismo das residências recebem mais brilho com as já tradicionais luzes natalinas. Nesta época, uma espécie ganha ainda mais destaque, por ser popularmente conhecida como “arvore de Natal”. Os pinheiros, dentro ou fora de casa, recebem adornos e enfeites para celebrar a data festiva.

Porém as coníferas de folhas perenes não se destacam somente no natal. Imponentes, estilosos e elegantes, os pinheiros são uma opção em diversos jardins brasileiros. Ainda que a espécie possa ser usada para compor a área verde com característica clássica, ela é mais utilizada no paisagismo de estilo europeu. Essas árvores são ótimas opções para o paisagismo, pois se destacam e se mantem bonitas o ano todo.

Em geral, os pinheiros possuem origem europeia, mas também são encontradas na América do Norte. Estas regiões possuem longos períodos de clima frio e seco, além de curtos períodos quentes, condições ideais para as diversas espécies de coníferas. Existe uma grande variedade de pinheiros, como Kaizuka, Tuia Aurea, Pinheiro Azul, Cipreste Italiano, Cedrinho, Juníperos, Tuia Europa, Sequoia e, normalmente, são mais utilizados em jardins de estilo clássico, onde a forma geométrica e a volumétrica contida do paisagismo são valorizadas. Nestes jardins as flores se apresentam em menor quantidade e a manutenção das podas, para conter o crescimento das espécies é maior.

Quanto ao plantio, os pinheiros podem ser plantados em mudas novas, em solo preparado com matéria orgânica e fofa, além de uma boa drenagem. Já estrepites maiores e já formadas precisam ser adequadamente sangradas (preparo e corte gradativo da raiz), e transportadas com cuidado para não quebrar o torrão. A adubação deve ser equilibrada e a rega constante, mas sem deixar que o solo fique encharcado.

Outro cuidado muito importante com as coníferas é a poda, algumas espécies não costumam ser podadas, como a Kaizuka e o Cipreste Italiano, por serem de grande valor ornamental ao natural, porém, as demais podem ser podadas a fim de criar o volume desejado para compor o paisagismo. Os pinheiros, em geral, são espécies de sol. Então, escolha um local com boa claridade ou de preferência com Sol pleno para o plantio.

Quando for escolher uma planta para o jardim, é importante perguntar ao produtor qual o tamanho adulto da planta e em quantos anos ela deve atingir esta altura. Com base nisso já é possível definir se a muda adulta é adequada ou não ao jardim. Já a composição das mudas e a escolha volumétrica dependerão do desejo estético de cada um.

No Brasil, encontramos as Araucárias adaptadas ao nosso clima, em regiões montanhosas onde o tempo seco e frio se assemelha ao europeu, como é o caso de Campos do Jordão, em São Paulo, e outras cidades ao Sul do país, como em Porto Alegre e demais cidades.

Artigo de Daniela Sedo, arquiteta e paisagista
www.danielasedo.com.br