Mercado das artes visuais ganha força

Até pouco tempo, as artes visuais eram assuntos elitizados no Brasil, difundidas apenas em alguns nichos de mercado nas grandes capitais brasileiras. Nos últimos anos, esse quadro se alterou no país, e o segmento passou a chamar a atenção dos jovens, que partiram em busca de novas formas de expressão, contribuindo para o surgimento de novos circuitos artísticos contemporâneos em todo o país.

Modernas e adaptadas ao atual panorama mundial, as artes visuais contemporâneas, cada vez mais enraizada na cultura urbana, despertaram a criatividade dos jovens que buscam compreender os principais conceitos e movimentos artísticos, experimentando diversas formas de expressão. Na cidade de Curitiba, por exemplo, diversos eventos que englobam artes visuais tiveram origem recentemente, contribuindo para um cenário inimaginável até pouco tempo. Além disso, novas galerias de arte se juntaram aos espaços tradicionais da cidade contribuindo para o aquecimento comercial do segmento.

“O mercado curitibano está em desenvolvimento e evolução. Tem cada vez mais gente produtiva e talentosa surgindo por aqui. Pessoas com vontade de fazer a cidade pulsar, fazendo eventos alternativos, abrindo espaços culturais, criando eventos mesclando artes visuais, poesia, música e moda. Hoje, a cidade tem artistas visuais fantásticos, como Denise Roman, Emerson Persona, André Mendes, Rimon Guimarães, Juan Parada e Leandro Cínico. Curitiba tem um potencial artístico extremamente poderoso”, explica a jovem artista Sarah Bauer, de 26 anos, que tem se destacado na cidade de Curitiba com sua pintura autoral.