Porto do Recife: foco no artesanato

Está prevista, para o final de abril, a inauguração da nova Central de Artesanato de Pernambuco. O espaço destinado a ser uma grande loja de artesanato, reunirá o melhor da produção do Estado. O projeto arquitetônico, assinado por Carlos Augusto Lira, prevê um espaço multifuncional, aproveitando a estrutura já existente, como os fechamentos e as aberturas de vidro.

“Em todas as áreas privilegiamos a vista para o mar, numa forma de integrar o passeio público, que foi planejado junto com a requalificação da área do Porto, à área comercial. A ideia é ‘criar’ uma vitrine permanente, despertando o interesse e atração do público para dentro da loja.”, explica a arquiteta Ana Maria Pedroza.

A obra contempla a revitalização de todos os armazéns do cais, mas a Central será o primeiro equipamento entregue à população. Instalada no Armazém 11, além do espaço destinado à arte popular, ela contará com um auditório de 144 lugares e uma área gastronômica.

De acordo com o arquiteto, o espaço contará com um projeto que integra objetos de décor feitos por artesãos do Estado, valorizando ao máximo as peças. “O trabalho de ambientação foi elaborado especialmente para que usássemos peças artesanais como barro, palha, bordado entre outras”, conta Lira.